Especialização em Gestão de Resíduos Sólidos incentiva melhorias para população

Alunos contam como o curso mudou seu modo de trabalhar e deu mais acesso a uma maior dimensão ambiental

 

O curso de especialização em Gestão de Resíduos Sólidos, oferecido pelo Instituto de Educação Continuada da PUC Minas, constrói melhores profissionais para o mercado de trabalho, pois traz a dimensão ambiental aos alunos.  Essa gestão diminui os impactos dos resíduos, propiciando qualidade de vida, saúde pública, e bem estar social. Tudo isso com foco na redução de gastos de recuperação das áreas degradadas, da água e do ar poluídos, com melhor aplicação dos recursos econômico. Coordenado por Hiram Sartori, o curso dá apoio aos profissionais que fizeram grande diferença no bem-estar da sociedade.

Uma prova disso foi a experiência que Carlos Leite teve ao fazer a especialização. Carlos é gerente da divisão de estudos e projetos de esgotamento sanitário da Copasa e durante seus estudos, ele coordenou as obras da Estação de Tratamento de Esgoto do Ribeirão Arrudas. O projeto resultou no tratamento de 4,5 mil litros de esgoto por segundo que chegam ao rio e que agora, são devolvidos na forma de água 90% mais limpa do que antes. “Hoje tenho uma bagagem que permite avaliar com bom senso as questões em nível de projeto, de operação e de obra daquilo que estou lidando. Isso me permite uma visão crítica muito mais apurada”, afirma Carlos.

Carlos acredita que o curso cumpriu seu papel de abrir novos horizontes para o trabalho com a questão dos resíduos sólidos em termos de redução, reciclagem e reuso. E ainda cita o momento que achou mais marcante do curso: o contato com a Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Material Reaproveitável (Asmare). “Eles têm um trabalho fundamental na elevação da moral e na capacidade de transformar uma coisa que muitas vezes, não serve em fonte de renda, agregando valor na reciclagem”, explica.

Leonardo Maia também completou o curso e destaca o que aprendeu sobre a importância da educação ambiental como prevenção à produção de resíduos sólidos. Para ele, esse aspecto foi um diferencial, já que o Brasil está defasado nesta área, onde se gasta muito com campanhas de reciclagem, porém não há uma preocupação em ensinar como e nem o que reciclar.

Para saber mais sobre o curso, acesse o site da PUC Minas e ou envie e-mail para atendimentoiec@pucminas.br

Hiram Sartori

Hiram Sartori é Doutor em Engenharia Civil, área de Hidráulica e Saneamento, e ênfase em Resíduos Sólidos, pelo Departamento de Hidráulica e Saneamento da USP(1998), Mestre em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais (1995), Graduado em Engenharia Civil pela Escola de Engenharia da UFMG (1984). Tem experiência em Engenharia Civil, atuando com ênfase em Saneamento e Meio Ambiente, principalmente nas áreas de gestão e gerenciamento de resíduos sólidos, capacitação e treinamento em gerenciamento de resíduos sólidos, administração universitária.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: