Estudos de elaboração do PGRS do Aeroporto de Confins

Ao longo da carreira participei de vários projetos interessantes e de sucesso, da qual me orgulho de ter feito parte. Um desses projetos foi a elaboração do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos do Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, cujos estudos eu coordenei. A produção de resíduos sólidos no local foi estimada em 500kg por dia.

A importância desse projeto está não só no aspecto visual, higiênico e econômico do principal aeroporto de Minas Gerais. Os benefícios para o meio ambiente devem ser a prioridade de qualquer empreitada no gerenciamento de resíduos sólidos. E os atores desse processo, que vão desde passageiros que circulam diariamente no local, até as companhias aéreas, devem ser conscientizados dos benefícios dos cuidados ambientais.

O Plano de Gerenciamento foi composto de uma estimativa de produção total e por origem; a caracterização e classificação dos resíduos por origem; alternativas de manejo, com determinação de formas de acondicionamento, segregação, volumes de recipientes, coleta, transporte e destinação final.

Hiram Sartori

Hiram Sartori é Doutor em Engenharia Civil, área de Hidráulica e Saneamento, e ênfase em Resíduos Sólidos, pelo Departamento de Hidráulica e Saneamento da USP(1998), Mestre em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Minas Gerais (1995), Graduado em Engenharia Civil pela Escola de Engenharia da UFMG (1984). Tem experiência em Engenharia Civil, atuando com ênfase em Saneamento e Meio Ambiente, principalmente nas áreas de gestão e gerenciamento de resíduos sólidos, capacitação e treinamento em gerenciamento de resíduos sólidos, administração universitária.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: